CPT - Centro de Produções Técnicas

Linguagem corporal no trabalho – Saiba como identificar e usar

Você, em qualquer situação da vida, seja num encontro amoroso, na vida social, numa entrevista de trabalho, sabe quando está mentindo ou dizendo a verdade, principalmente quando não é do seu feitio mentir, suas atitudes e gestos acabam entregando. É horrível, porque muitas vezes você precisa passar uma imagem diferente de quem você realmente é. Ao meu ver isso não é falsidade, a menos que você tome gosto por isso e se divirta enganando os outros.

Por exemplo, você é uma pessoa extremamente nervosa e insegura, em muitos momentos da sua vida e principalmente numa situação em que está sendo avaliada, como numa entrevista de emprego, é necessário passar para o outro exatamente o contrário. Difícil né!

Saiba que seus gestos, suas atitudes físicas contam muito, até quando você está sendo exatamente como é, em casa, com a família e amigos você usa gestos corporais que te enganam, seu corpo muitas vezes diz o contrário que sua boca diz, mesmo com a melhor das intenções, nossas próprias atitudes podem botar tudo a perder.

Veja a seguir 14 hábitos de linguagem corporal que você faz e que podem atrapalhar na sua vida.

 

1. Inclinar a cabeça: Se for para trás, elevando seu queixo, pode ser interpretado como sinal de arrogância ou provocação. Para baixo, você está desprezando a presença da outra pessoa.

2. Ouvir sem fazer contato visual: Pesquisas mostram que você deve fazer contato visual 50% do tempo enquanto fala e 70% do tempo enquanto escuta. Caso contrário, você pode acabar dando uma impressão duvidosa ou de desinteresse.

3. Tocar o rosto: Este é outro gesto que tende a fazer você parecer desonesto -- mesmo que seja só uma coceira no nariz ou você esteja apenas com os olhos cansados. Não faça isso.

4. Balançar a cabeça para dizer sim ou não: É muito comum e intuitivo, porém sob olhares escrutinadores eles geralmente significam o oposto do que você está acenando como resposta. Tenha sempre isso em mente. Entendeu? (Você já pode começar a treinar!).

5. Colocar as mãos dentro dos bolsos ou atrás das costas: Pode ser apenas uma ansiedade breve de nervosismo, mas a impressão que dá é de que você não é confiável, pois tem algo a esconder.

A LINGUAGEM CORPORAL DOS LIDERES

6. Fazer gestos baixos demais: A maioria das pessoas faz gestos na frente dos seus corpos, mais ou menos na altura dos ombros ou do peito. Se for muito abaixo disso, na cintura, por exemplo, fica difícil enxergar do outro lado de um balcão ou mesa. O que você está com medo de mostrar? Pode ficar parecendo que você está escondendo alguma coisa. "Mãos pra cima" nem sempre precisa ser uma abordagem de contenção.

7. Fazer "folha de figo": As pessoas colocam as mãos na frente dos genitais quando estão desconfortáveis ou em sinal de respeito (já reparou em funerais?). No entanto, esta expressão pode indicar medo ou que você não quer revelar algo. Evite fazer a "folha de figo" durante negociações.

8. Palmas para cima ou punho fechado: Esta posição indica agressão ou superioridade, e também que você está fechado para qualquer coisa que o outro está falando. Jamais aja assim quando estiver tentando construir um relacionamento. 

9. Congelar as mãos: É até comum desconfiar de alguém que fala muito com gestos, certo? Só que o fato é que os mentirosos também sabem disso, e portanto se preocupam com a possibilidade de suas mãos lhe entregarem, às vezes um pouco demais. Resultado? A tendência neste caso é deixá-las quase petrificadas. 

10. 'Fechar' o corpo: Seja cruzando dedos, braços e pernas, ocultando parte do seu corpo, segurando objetos ou inclinando-se para frente, essa atitude pode dar a entender que você está gripado, nervoso ou envergonhado. Mas antes disso vai fazer você parecer desonesto ou descontente.

11. Dar de ombros (mesmo que seja um só): Uma péssima ideia porque faz você parecer indiferente, desinformado ou contrariado. Se você acredita que o efeito de apenas um ombro é menor, saiba que agir assim dá a impressão de que você está mentindo. Cuidado!

12. Ficar rígido: Da mesma forma que cruzar os braços ou segurar as mãos, deixar seu torso rígido também denota a tentativa de suprimir uma vontade ou impulso mal resolvido. Não se entregue tão fácil: nesse aspecto é só relaxar um pouco.

13. Inclinar-se para trás: Ao se afastar da outra pessoa, seja durante um encontro ou conversa, vai parecer que você não está nem aí para ela, e muito menos o que está falando. Embora o objetivo não seja invadir o espaço do outro, digamos que criar literalmente uma distância maior não é a melhor maneira de demonstrar engajamento.

14. Sentar diretamente em frente à outra pessoa: Se houver a opção durante uma visita ao escritório, prefira sentar num ângulo de 45º em relação à outra pessoa. Pode soar um detalhe inútil, mas com ele a situação vai parecer mais colaborativa e menos conflituosa, um ótimo primeiro passo rumo à construção da confiança que você deseja.

Escrito por Danilo Barba

     

    ARTE DE LER MENTES - COMO INTERPRETAR GESTOS

    Analise está imagem e tente identificar quais atitudes passam confiança e mostra liderança e quais mostram fraqueza e insegurança.

    Depois veja a resposta no final da imagem.

    =================================  =================================

    =========================  =============================

    Dicas de linguagens corporais para quem trabalha com vendas

    Tai uma profissão onde gestos são tão importantes quanto uma boa lábia, mais do que saber se expressar é quase que obrigatório saber de que forma se expressar.

    Esse é também um bom exemplo de que as vezes precisamos agir diferente do que somos para se adequar ao ambiente e a situação, como foi dito lá no começo do post.

    Cada cliente é único, é preciso saber lidar com cada um, saber agradar, conquistar seu cliente.

    Mas como saber os gestos que devo usar?

    Bom primeiro você deve aprender a analisar os gestos do cliente, e depois sim, descobrir como agir com ele.

    Quando Olha Para os Lados: A ação de olhar para os lados demonstra que a pessoa está em busca de algo. Esse é o movimento que fazemos quando estamos procurando alguma coisa, como um objeto, por exemplo.

    Ao observar isso o vendedor percebe que este é o momento para abordar o consumidor. Lembrando que essa dica é valida para os casos em que há uma loja física, em que o cliente chega e espera ser atendido.

    Isso mostra que o cliente já entrou na loja procurando por algo específico.

    Em Relação à Velocidade da Fala: É importante perceber a forma com a qual o cliente fala. Se ele tiver uma fala mais calma e devagar, siga essa linha. O mesmo vale para clientes que falam de forma mais rápida. Vá alternando a fala conforme julgar necessário para convencer o cliente de que o seu produto é a solução que ele precisa.

    Quando as Pupilas Dilatam: Quando vemos algo que nos causa interesse, nossas pupilas costumam dilatar. Portanto, observe os olhos do seu cliente, se ele estiver realmente interessado no produto irá demonstrar isso com o olhar.

    Está Com as Pernas e Braços Cruzados: Além de observar a posição corporal do cliente, o vendedor também deve permanecer em uma posição favorável. Evite cruzar os braços e as pernas, pois isso demonstra insegurança. Para demonstrar uma atitude positiva, permaneça com os braços livres, sem cruzar. Observe também esses movimentos no cliente para encontrar a melhor forma de abordá-lo.

    Se o cliente estiver com os braços cruzados, demonstrando estar fechado, uma boa tática é oferecer um café, suco ou água. Esse simples gesto fará com que ele descruze os braços e se sinta um pouco mais relaxado, o que vai facilitar a comunicação e o processo de venda.

    Quando Sorri: Um sorriso é capaz de desarmar qualquer pessoa. Portanto, sorria para os seus clientes e comemore quando ele sorrir para você. Esse ato tão simples demonstra que a pessoa está aberta para se comunicar, e, claro comprar. Se o seu cliente aparenta estar mais fechado, sorria para ele, mas, claro, sempre com cuidado para não parecer que está forçando simpatia.

    Para perceber se o sorriso do cliente é verdadeiro, observe a sua expressão facial. Quando um sorriso é realmente sincero, as marcas do rosto ficam em evidência, como os pés de galinha e as linhas das bochechas. Sorrisos em que apenas a boca se mexe geralmente são artificiais.

    Como Cumprimentar o Cliente: A forma de cumprimentar um cliente deve variar levando em consideração se ele é uma mulher ou um homem. O ideal é cumprimentar as mulheres de frente, mas quando se trata de um homem é preciso ter mais um pouco de cuidado.

    Quando se cumprimenta um homem de frente, ele costuma se sentir desafiado. Portanto, o ideal é fazer o cumprimento de lado, posicionando-se na lateral do corpo dele. Lembrando que essa posição deve ser evitada quando se trata de uma mulher, pois elas tendem a se sentir desconfiadas.

     

     

    A Técnica do Espelhamento de Movimento e Fala

    A técnica do espelhamento consiste em realmente se espelhar nos gestos do cliente para passar confiança. Nós costumamos nos sentir mais a vontade quando estamos perto de pessoas com as quais temos afinidade e é exatamente esse o objetivo do espelhamento.

    Procure “imitar” a forma como o cliente age, mas sempre de forma muito sutil. Se o cliente se senta durante a conversa, sente-se também. Se ele fala de maneira mais informal, procure usar o mesmo vocabulário.

    Ainda se tratando da fala, repetir palavras ditas pelo cliente também é uma ótima arma de persuasão. Repita algumas palavras ditas por ele, mas completando com outras que expressem a sua opinião. Tudo isso irá fazer com que o consumidor se reconheça no vendedor, confie nele com maior facilidade.

    Todas as dicas dadas servem para facilitar o entendimento entre vendedor e cliente e nunca para enganar o consumidor. O bom profissional é aquele que oferece soluções para quem precisa delas e não produtos que a pessoa não precisa e nem vai usar. Seja sempre muito claro e honesto com os seus clientes, você só tem a ganhar agindo dessa forma.

    É importante também ser você mesmo em qualquer situação. Claro que se você é uma pessoa brincalhona deve saber se comportar de acordo com o ambiente. Mas nunca finja ser algo que não é, pois por mais que você se esforce é possível perceber que não há verdade nas atitudes.

    Quando se age de forma honesta, sem fingimentos, o cliente sente uma maior confiança. Agindo essa você estará construindo uma imagem positiva e isso não há dinheiro que pague. Boas vendas!

    Fonte: www.cygnuscosmeticos.com.br

     

    Guia Prático dos Sinais Corporais

     

     

    10 truques de linguagem corporal para transmitir poder

    As dicas foram extraídas dos livros "A linguagem corporal no trabalho", de Allan e Barbara Pease (Editora Sextante) e "Seu corpo fala no trabalho", de Sharon Sayler (Editora Vozes).

    1. Ponha as mãos para trás - Entrelaçar as mãos atrás do corpo é uma postura que transmite superioridade e poder, segundo Allan e Barbara Pease, autores de "A linguagem corporal no trabalho" (Editora Sextante).

    "A pessoa expõe partes vulneráveis de seu corpo - estômago, coração, virilha e pescoço - em um ato inconsciente de audácia", escrevem. O resultado do gesto é a criação de uma aura de confiança e autossuficiência.

    2. Fale sem pressa - De acordo com Sharon Sayler, autora de "Seu corpo fala no trabalho" (Editora Vozes), a voz tem um papel essencial para transmitir poder e credibilidade.

    Articular as palavras com clareza, manter uma cadência tranquila e abaixar o queixo suavemente ao fim de cada frase são formas de chegar a esse objetivo. Outra dica é fazer pausas e respirar calmamente entre as orações.

     

    3. Coloque o pé esquerdo à frente para cumprimentar - Na hora de apertar a mão de um parceiro de negócios, a maioria das pessoas põe o pé direito à frente. Está errado - pelo menos se você pretende se estabelecer como a parte dominante.

    Segundo Allan e Barbara, é melhor colocar o pé esquerdo à frente e, assim, "bloquear" a outra pessoa.  O gesto demonstra implicitamente que você não faz concessões e está no comando.

     

    4. Fixe o olhar no meio das sobrancelhas do outro - Assumir o controle numa conversa de negócios também passa pela forma de encarar a outra pessoa. Allan e Barbara recomendam o que chamam de "olhar de poder", isto é, imaginar um "terceiro olho" no meio da testa do outro e se fixar nesse ponto.

    "O efeito causado por esse olhar parece inacreditável. Ele não só deixa o clima muito sério como também tem o poder de fazer um chato se calar imediatamente", escrevem os autores.

    5. Fique "por cima" no aperto de mão - Em contextos profissionais, o aperto de mão é muito mais do que um gesto de cumprimento. De acordo com Allan e Barbara, quem fica com a palma voltada para baixo é percebido como dominante.

    Estender a mão com a palma virada para cima, por outro lado, indica que você espera que a outra parte assuma o controle.

     

    6. Dê um aperto de mão duplo - Outro truque indicado por Allan e Barbara é estender a mão direita e depois colocar a esquerda sobre a mão da outra pessoa.

    "Essa técnica é especialmente eficaz para uma mulher que esteja lidando com um homem agressivo, pois transfere o poder dele para ela", escrevem os especialistas.

     

    7. Pisque menos - Pode observar: quando você está numa situação de estresse, tende a piscar mais vezes. Por isso, diz Sharon, reduzir o movimento das pálpebras ajuda a comunicar segurança e autoridade.

    Outra dica é manter contato visual direto por mais tempo do que o normal. Mas cuidado: se você encarar demais a outra pessoa, pode intensificar seus batimentos cardíacos e provocar nela uma reação inconsciente de luta ou fuga.

    8. Respire profundamente - De acordo com Sharon, nosso padrão de respiração traz muitos recados. Se você inspira e expira de forma rápida e superficial, por exemplo, provavelmente será visto como estressado ou temeroso.

    Para transmitir autoridade, o ideal é praticar uma respiração abdominal, profunda e lenta. Além de mostrar ao outro que você está confiante, esse padrão ajuda a oxigenar o cérebro e, assim, controlar a sua ansiedade.

    9. Escolha a cadeira mais alta da sala - A altura da cadeira aumenta ou reduz o status de uma pessoa numa situação profissional. "Quanto poder a rainha ou o papa teriam se aparecessem em bancos de piano?", escrevem Allan e Barbara.

    Por isso, recomendam os autores, se você quer demonstrar autoridade numa situação de negócios, prefira poltronas com espaldar alto.

     

    10. Não se sente muito perto do outro - Outra jogada de poder sutil tem a ver com a posição de cada pessoa na sala. Se o visitante é colocado diretamente à frente do executivo, ficará muito mais pressionado, afirmam Allan e Barbara.

    Deixar a sua mesa o mais longe possível da cadeira do visitante também incrementa o seu status diante dele.

    Fonte: exame.abril.com.br